Policial - Data de publicação 08/12/2013 11:49

Assista momento em que motociclista é atingido e morto por um cabo de aço

Assista momento em que motociclista é atingido e morto por um cabo de aço
Um motociclista morreu depois de ser atingido no pescoço por um cabo de aço esticado por um guincho no meio de uma avenida por que transitava em Jaboticabal(SP). José Aparecido Ferreira, de 25 anos, chegou a ser levado para o pronto-socorro da cidade, mas não resistiu. Imagens registradas por um morador que acompanhava o trabalho de remoção de um caminhão flagraram o momento em que a vítima se chocou com o cabo e caiu do veículo. O acidente foi registrado na quarta-feira (4).

A Polícia Civil instaurou inquérito por homicídio culposo – quando não há intenção de matar – para apurar a responsabilidade da empresa de guincho, que, segundo registro feito pela Polícia Militar, não interditou a via para impedir o tráfego enquanto o caminhão era removido. A proprietária da empresa, que é de Araraquara (SP), informou que o local estava sinalizado.

De acordo com a PM, o guincho estava esticado e interceptando o tráfego na Avenida Maria Perecin Mônaco, no Jardim das Rosas, para a retirada de um caminhão caído em uma ribanceira. As imagens mostram Ferreira, que não teria visto o obstáculo porque o local não tinha sinalização, segundo a Polícia Militar, indo ao encontro do cabo de aço sem frear.

Em seguida, ele sofre um impacto na região do pescoço e do tórax e cai da moto. O vídeo também mostra uma pessoa colocando cones em dois lados da avenida para isolar o trecho momentos depois do acidente.

Inconsciente, o motociclista chegou a ser levado para receber atendimento médico no pronto-socorro municipal, mas morreu. A Polícia Científica foi chamada a comparecer na avenida para apurar o acidente.

De acordo com o delegado Oswaldo José da Silva, o laudo da perícia deve orientar o trabalho da Polícia Civil nos próximos dias. Um inquérito policial para apurar um homicídio culposo – quando não há intenção de matar – foi instaurado e deve ser concluído em 30 dias, segundo Silva. “O funcionário do guincho deveria ter tomado algumas providências com relação à segurança da sua prestação de serviço para evitar um acidente. Se não tinha nenhuma sinalização ou se ele não tomou nenhuma providência junto aos órgãos competentes, no sentido de redirecionar o trânsito daquele local, ele agiu com imprudência, com negligência. Essa responsabilidade deverá ser apurada no curso do inquérito”, afirmou.

Veja Vídeo Abaixo :


Guincho

A empresa de Araraquara (SP) responsável pelo serviço de guincho no local informou que a avenida estava sinalizada antes do acidente que, além do motorista, outras duas testemunhas confirmam essa versão. A firma também confirmou que aguarda o resultado da perícia para esclarecer o que aconteceu.

G1

EDITORIAL

publicidade
banner 230x220 Honda 1

EVENTOS



publicidade

COLUNISTAS

Espaço Livre

ESPAçO LIVRE

Tempo e mudanças

Guilherme Carvalho - Doutor Online

GUILHERME CARVALHO - DOUTOR ONLINE

Menopausa: É possível viver com qualidade?

Dr. Paulo José  - Cirurgião Plástico

DR. PAULO JOSé - CIRURGIãO PLáSTICO

Mamaplastia de aumento (silicone mamário)



publicidade

TWITTER

Siga-nos redes
Twitter Facebook Google+ Orkut Canal Youtube

RÁDIOS

publicidade

  • Adesign
  • banner ampla
  • banner kaline
  • catete novo 1
  • China_patos
  • coco_verde_pousada
  • Elshaday
  • Emplacamento São José
  • Farmácia Center
  • lanches_saul 1
  • Onofre 120x130
  • salão valdeli
  • Selma Banner
  • Skol
  • SOFTEC 1
  • Supermercado Martins
  • tubo nego
  • Util_Baby
  • Zilma 120x130